Ucrânia, Kiev 

Estádio Olímpico de Kiev

arrowImagesarrow

Consultoria 2008
Concepção
Volkwin Marg com Christian Hoffmann e Marek Nowak
Gerente de projeto
Martin Bleckmann
Equipe de concepção
Michael König, Christoph Salentin, Olaf Peters, Heiko Faber, Sebastian Möller, Roman Hepp
Equipe de execução
Roman Hepp, Andreas Wietheger, Clemens Dost, Christiane Wermers, Jonathan Gerlach, Anke Appel, Irina Stoyanova, Franz Lensing, Jan Philipp Weber, Dominik Heizmann, Sebastian Hilke, Irina Bohlender
Em cooperação com
Personal Creative Architectural Bureau Y. Serjogin
Cobertura - concepção e planejamento da estrutura
Schlaich Bergermann und Partner - Knut Göppert com Markus Balz und Thomas Moschner
Engenharia estrutural
Kempen Krause Ingenieurgesellschaft
Instalações técnicas
b.i.g. Bechtold Ingenieurgesellschaft mbH
Projeto luminotécnico
Conceptlicht, Traunreut
Paisagismo
St raum a.-Gesellschaft von Landschaftsarchitekten mbH
Cliente
National Sport Complex "Olympiysky"
Período de construção
2009-2011
Área do terreno
100.000 m²
Arquibancadas
2
Assentos
68.000
Camarotes
VIP 40
Assentos executivos
2.300
Lugares para portadores de necessidades especiais
150
Lugares para a imprensa
1.240
Vagas no estacionamento do subsolo
225
Comprimento do estádio
300 m
Largura do estádio
220 m
Altura do estádio
51 m

 

Photographers:

Marcus Bredt

www.marcusbredt.de

O "Estádio Vermelho", localizado no Parque Alkseevsky em Kiev, foi inaugurado em 12 de agosto de 1923 para sediar a segunda edição dos Jogos Olímpicos da Ucrânia. Sob a direção do engenheiro L. I. Pilvinsky, o estádio foi construído no Parque da Exposição Russa de 1913 e destruído durante a Revolução Russa. Nas décadas seguintes, o estádio receberia vários nomes.

Em 1936, durante a reconstrução da capital ucraniana, o arquiteto M. I. Grychyna iniciou o planejamento de um novo estádio com capacidade para 50.000 espectadores, após o ordenamento leste-oeste original ter sido considerado inadequado. A cerimônia de abertura estava marcada para o dia 22 de junho de 1941, ou seja, o dia em que as tropas nazistas invadiram a União Soviética. As entradas para a cerimônia de abertura, que teve de ser adiada devido aos bombardeios da força aérea alemã, não perderam a validade e permitiram o acesso à inauguração do "Stalin Republikanskiy Stadion" no ano de 1948.

O grande evento de abertura dos Jogos Olímpicos de 1980 foi realizado no "Republik Stadio" que, em 1968, havia sido ampliado para receber 100.000 espectadores. O nome atual do estádio "National Sports Complex Olympiysky" é uma alusão a este evento e ao status de nação independente conquistado pela Ucrânia em 1991.

A remodelação do Olympiysky Stadion para receber a final da Eurocopa em 2012, que a Ucrânia sediará juntamente com a Polônia, também vem despertando grande interesse do público.

O novo projeto de reconstrução do estádio respeita a material histórico com suas tribunas superiores de concreto protendido erguidas em 1968. O apoio da estrutura da cobertura está posicionado a uma certa distância do anel da tribuna. Esse elemento marcante do "Estádio Central de Kiev" é envolvido por uma nova fachada de vidro trabalhada, fazendo-o parecer exposto em uma vitrine que, graças à iluminação adequada, o deixa ainda mais especial.

A estrutura do fundamento do "Stalin Republikanskiy Stadion" resultante da localização em declive do ano de 1948 também será recuperada durante a reconstrução, porém com um aspecto distinto. Amplas escadas conduzem os visitantes aos terraços que oferecem espaços para restaurantes e lojas. Essa área comercial voltada para a Praça Trotzky e para o centro da cidade dá vida ao estádio mesmo nos períodos em que não são realizados eventos.

A geometria da arquibancada inferior foi adaptada e inteiramente reprojetada para atender os requisitos de otimização da visibilidade. Principalmente no lado oeste do estádio, sob a tribuna principal, foram criados amplos espaços para convidados VIPs, atletas e representantes dos meios de comunicação. Após o encerramento da Eurocopa em 2012, a construção de uma pista de atletismo aumentará ainda mais as possibilidades de aproveitamento do estádio.

O acesso principal para convidados VIPs ocorre através do "Pátio italiano", uma reconstrução da edificação de acesso do ano de 1948. Circundada por arcadas e coberta por um teto de vidro, a nova entrada será o vestíbulo para receber a final da Eurocopa 2012.

A estrutura de vidro do estádio iluminada à noite será um símbolo urbano integrado à paisagem do centro da cidade de Kiev. O interior do estádio, com capacidade para cerca de 68.000 pessoas, também irá adquirir uma identidade própria e inconfundível graças à estrutura da membrana da cobertura com suporte a ar e domos iluminados.